segunda-feira, 8 de maio de 2017

Papagaio espertinho....


Um sujeito está a visitar uma loja de animais de estimação quando vê um papagaio sentado num pequeno poleiro. O papagaio não tem pés nem pernas.
O fulano diz, em voz alta:
"O que terá acontecido a este papagaio?"

O papagaio responde:
"Nasci assim. Sou um papagaio defeituoso."
"C'um caraças!", diz o homem. "Pareces ter percebido o que eu disse!"
"Percebi tudinho", diz o papagaio.
"Acontece que eu sou um Papagaio muito inteligente e instruído. "
"Ah, é?!", pergunta o homem, "Então explica-me como é que te consegues segurar no poleiro se não tens pés. "
"Bom," diz o papagaio, "isso é um bocado embaraçoso, mas, já que perguntas; eu enrolo a minha pilinha no poleiro como se fosse um pequeno gancho.
Não a vês porque as penas a tapam. "
"Puxa!", diz o homem, "realmente percebes e falas português!!"
"Na verdade eu falo também espanhol e inglês e posso conversar com competência acerca de vários assuntos; política, religião, desporto, física, filosofia. Sou especialmente bom em ornitologia. Devias mesmo comprar-me. Eu seria uma companhia bestial. "
O sujeito olha para a etiqueta do preço e vê 300 euros. "Desculpa, mas és simplesmente demasiado caro para mim."
"Psssst!", diz o papagaio, "Eu sou defeituoso, portanto a verdade
é que ninguém me quer; provavelmente podes comprar-me por 30 euros,experimenta fazer uma oferta ao dono da loja".
O homem oferece 30 euros e sai da loja com o papagaio.
Passam-se semanas. O papagaio é sensacional. Tem um grande sentido de humor, é interessante, é um grande compincha, percebe tudo, é simpático, sensível. O homem está extasiado.
Um dia ele chega a Casa vindo do trabalho e o papagaio diz-lhe "Psssst!" e com uma asa faz-lhe sinal para ele se chegar.
"Não sei se devo contar-te isto ou não, mas é acerca da tua mulher... E do carteiro".
"De que estás a falar?", pergunta o homem.
"Quando o carteiro veio hoje, a tua mulher cumprimentou-o à porta vestida com uma camisa de noite preta e beijou-o apaixonadamente" .
"O QUÊ???", o homem exclama, incrédulo.
"E depois, o que aconteceu?"
"Bom, o carteiro entrou em casa, levantou-lhe a camisa e começou a beliscá-la", disse o papagaio.
"Meu Deus!", o homem exclama. "E depois o que se seguiu?"
"Bom, ele tirou-lhe a camisa de noite, pôs-se de joelhos e começou a apalpá-la toda, começando nos seios e lentamente começando a descer..."
"BOM???" pergunta o homem desvairado, "E DEPOIS O QUE ACONTECEU??"
Isso queria eu saber. Fiquei cheio de tesão e caí do poleiro!

domingo, 16 de abril de 2017

Como Explicar a Páscoa Às Crianças

A propósito da Páscoa...
"- Pai, o que é a Páscoa...?!?
- Ora, Páscoa é ...... bem... é uma festa religiosa!
- Igual ao Natal ?
- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.
- Ressurreição?
- É, ressurreição. Maria, vem cá!
- Sim?
- Explica lá ao puto o que é ressurreição para eu poder ler o meu jornal descansado.
- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu
com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus.
Entendido?
- Mais ou menos ... Mãe, Jesus era um coelho?
- Que parvoíce é essa? Estás-te a passar!
Coelho? Jesus Cristo é o Pai do Céu! Nem parece que foste baptizado! Jorge, este menino não pode crescer assim, sem ir à missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensaste se ele diz uma asneira destas na escola? Deus me perdoe! Amanhã vou matricular esta criança na catequese!
- Mãe, mas o Pai do Céu não é Deus?
- É filho! Jesus e Deus são a mesma coisa. Vais estudar isso na catequese. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
- O Espírito Santo também é Deus?
- É sim.
- E Fátima?
- Sacrilégio!!!
- É por isso que na Trindade fica o Espírito Santo?
- Não é o Banco Espírito Santo que fica na Trindade, meu filho. É o Espírito Santo de Deus. É uma coisa muito complicada, nem a mãe entende muito bem, para falar a verdade nem ninguém, nem quem inventou esta asneira a compreende.
Mas se perguntares à catequista ela explica muito bem!
- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
- (Aos gritos no meio da casa) Eu sei lá! É uma tradição. É igual ao Pai Natal, só que em vez de presentes, ele traz ovinhos.
- O coelho põe ovos?
- Chega! Deixa-me ir fazer o almoço que eu não aguento mais!
- Pai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
- Era, era melhor, ou então peru .
- Pai, Jesus nasceu no dia 25 de Dezembro, não é? Em que dia é que ele morreu?
- Isso eu sei: na sexta-feira santa.
- Que dia e que mês?
- Gaita!!!! Sabes que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.
- Um dia depois portanto!
- (Aos berros) Não, filho - três dias!
- Então morreu na quarta-feira.
- Não! Morreu na sexta-feira santa... ou terá sido na quarta-feira de cinzas? Ouve, já
me baralhaste todo! Morreu na sexta-feira e ressuscitou no sábado, três dias depois!
- Como !?!? Como !?!?
- Pergunta à tua professora da catequese!
- Pai, então por que amarraram um monte de bonecos de pano na rua?
- É que hoje é sábado de aleluia, e a aldeia vai fingir que vai bater em Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
- O Judas traiu Jesus no sábado?
- Claro que não! Se ele morreu na sexta!!!
- Então por que eles não lhe batem no dia certo?
- É, boa pergunta.
- Pai, qual era o sobrenome de Jesus?
- Cristo. Jesus Cristo.
- Só?
- Que eu saiba sim, por quê?
- Não sei não, mas tenho um palpite que o nome dele tinha no apelido Coelho. Só assim esta coisa do coelho da Páscoa faz sentido, não achas?
- Coitada...!
- Coitada de quem...?!?
- Da tua professora da catequese !!!"
Que a vossa Páscoa tenha sido muito docinha e cheia de alegria, paz, ovos, coelhos e tudo tudo tudo... ehehehe!!!


terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Viúva por AVC (A Vaca Caiu!)


Três viúvas falavam da sua desgraça:
- O meu Manel coitadinho passou-se com um ataque de coração.
- O meu Francisco, o pobre foi atropelado.
- Ai e o meu António que morreu a beber leite.
- A beber leite!? Mas como foi isso? Afogou-se?
- Não. A vaca caiu-lhe em cima.